Escolha uma Página

Direitos dos Animais: Acabe Com o Consumo e Exploração de Animais

Você sabe exatamente o quais são os direitos dos animais? Fatos sobre os direitos dos animais podem chocar você, porém, é muito importante que você entenda o seu papel e descubra como ajudar aos nossos amigos animais. Confira!

Reading Time: 12 minutes

Direitos dos Animais: Acabe Com o Consumo e Exploração de Animais

Você sabe exatamente o quais são os direitos dos animais? Fatos sobre os direitos dos animais podem chocar você, porém, é muito importante que você entenda o seu papel e descubra como ajudar aos nossos amigos animais. Confira!

Os direitos dos animais têm sido objeto de muito debate, especialmente entre grupos de direitos dos animais que lutam pelo bem-estar dos animais. Infelizmente, a crueldade contra os animais ainda ocorre desenfreada em grande parte do mundo.

Algumas pessoas simplesmente não acreditam nos direitos dos animais, e os governos falharam em produzir legislação que proteja todos os animais da predação humana.

Além disso, algumas indústrias têm sistematicamente comoditizado os animais para vários fins, tratando eles como coisas e não como seres sencientes. Até nossos amados gatos, cães e outros animais de estimação são legalmente considerados propriedade.

É verdade que alguma legislação de direitos dos animais foi aprovada nos Estados Unidos e em outros lugares. Por exemplo, as autoridades podem apresentar queixa contra uma pessoa por negligenciar ou abusar de um animal. No entanto, o animal não possui nenhum direito legal.

Um cão maltratado não pode processar seu atormentador por dor e sofrimento. Uma pessoa também não pode fazer isso em seu nome.

Além disso, operações de agricultura industrial, instalações de testes em animais e empresas similares continuam torturando animais para o benefício das pessoas.

Por que isso continua? E como deveriam ser os direitos dos animais em escala global? Vamos nos aprofundar em alguns detalhes.

O Que São os Direitos dos Animais?

animal rights protest

Imagem via Jo-Anne McArthur / WeAnimals

Os direitos dos animais são uma ideia e um movimento que afirma que os animais deveriam poder viver livres de interferência humana e que eles nunca deveriam ser explorados para ganhos humanos. Os animais têm alguns direitos, mas não chegam nem perto de ser suficientes.

Os pessimistas argumentam que animais não humanos carecem de linguagem e habilidades cognitivas complexas, o que, de alguma forma, os torna menos. No entanto, os animais têm a capacidade de experimentar emoções como dor, medo, felicidade, conexão com os outros e desespero.

Quando um ser senciente pode sofrer nas mãos dos humanos, temos a obrigação de protegê-los de nossos próprios irmãos. Os animais têm valor além do que valem pelo quilo, e tirar esse valor deles cria uma cultura na qual os animais são vistos como comida, pele ou criados.

O movimento dos direitos dos animais procura eliminar essa visão dos animais e conceder direitos aos animais além do que eles desfrutam atualmente. Não se trata de tornar animais não humanos iguais aos humanos, mas de levar em consideração seu valor inerente ao tomar decisões.

Por exemplo, você poderia jantar um Big Mac. Como alternativa, você poderia comer uma salada cheia de frutas e legumes saborosos. Essa é uma escolha.

Assim como começar um negócio que colhe animais como se faz com uma plantação de milho. Como alternativa, você poderia começar um negócio que não viole os direitos dos animais.

Fatos Sobre os Direitos dos Animais que Podem Chocá-lo

Você sabia que os animais em fazendas industriais vivem em condições tão apertadas que eles normalmente nem conseguem se virar? Eles são forçados a viver suas vidas em pequenas gaiolas ou amontoados entre outros animais de sua espécie, sem espaço para se mover.

Nas incubadoras, projetadas para produzir o maior número possível de pintinhos, os pintos machos geralmente são moídos (termo técnico: macerados) vivos porque não têm valor para os agricultores. Outros são escaldados até a morte.

A briga de cães, um esporte abominável de sangue, ainda existe hoje. De fato, a ASPCA estima que dezenas de milhares de brigas de cães ocorrem todos os anos apenas nos EUA. Muitas dessas brigas são da variedade profissional, o que significa que centenas de milhares de dólares podem mudar de mãos por ingressos e apostas.

Talvez você também não saiba que testes em animais se tornaram desnecessários. Agora, temos métodos alternativos, como culturas in vitro, que fornecem resultados mais precisos do que testes em animais, porque os testes são realizados em tecido humano.

Ainda assim, milhares de animais sofrem em laboratórios ao redor do mundo, sofrendo de doenças humanas, cobertos de dermatites por exposição à produtos e outras atrocidades. Esses animais nunca recebem nomes, carinho ou experimentam seus habitats naturais.

Os Animais Têm Direitos Legais?

Como mencionado acima, os animais têm alguns direitos legais. No entanto, não confunda direitos legais com direitos dos animais porque eles não são a mesma coisa.

Os animais são considerados propriedade. Se você rouba um cachorro do seu vizinho, não é diferente de roubar a televisão ou o carro dele. Se o cachorro de alguém atacar seu cachorro, você pode processar pelas contas do veterinário em decorrência dos ferimentos, mas não pela dor e a miséria que seu pobre animal de estimação sofreu com o ataque.

A maioria dos direitos legais concedidos aos animais envolve humanos, como no caso do animal de estimação atacado por outro animal de estimação. Outras leis proíbem o abuso ou negligência de animais, mas mesmo essas são confusas e desiguais.

Você pode atirar em um porco em sua propriedade, mas não pode atirar no seu gato de estimação. Você pode atirar em um veado de cauda branca durante certos meses do ano, mas não em outros.

Além disso, as leis que o USDA estabelece para o tratamento de animais em instalações de fazendas industriais são lamentavelmente inadequadas e ainda deixam milhares de animais vivendo em miséria por toda – e, frequentemente, muito curta – vida.

O Que Significa Ser um Ativista dos Direitos dos Animais?

what does it mean to be an animal rights activist

Imagem via Jo-Anne McArthur / WeAnimals

Um ativista dos direitos dos animais é alguém que luta em nome dos animais para protegê-los da predação humana em todas as suas formas.

Essas pessoas dedicam seu tempo, dinheiro e voz a uma causa pela qual são apaixonadas, e suas atividades podem variar de protestar contra instalações de testes em animais e operações de agricultura industrial a fazer lobby com os legisladores em busca de melhores leis para os direitos dos animais.

Se você quer ser um ativista dos direitos dos animais, não precisa de uma licença ou certificação. Comece a fazer campanha pelos direitos dos animais da maneira que lhe parecer mais apropriada. Junte-se a grupos de direitos dos animais, participe de conversas difíceis e enfrente a crueldade animal sempre que a vir.

Os ativistas dos direitos dos animais acreditam que os animais merecem a mesma consideração que os humanos. Em outras palavras, suas vidas devem ser consideradas quando tomamos decisões sobre o mundo e como avançamos nele.

Se estamos construindo um novo conjunto habitacional, por exemplo, qual a melhor forma de evitar a perturbação da vida selvagem natural lá? Quando decidimos o que comemos, como podemos fazer escolhas que não causem sofrimento aos animais?

Podemos usar tecidos sintéticos em vez de peles, comer frutas e vegetais em vez de carne e ovos, comprar produtos que não foram testados em animais e educar as pessoas em nossas vidas sobre as condições dos animais.

Quais Direitos dos Animais São os Mais Violados?

what are animal rights abuses

Imagem via Jo-Anne McArthur / WeAnimals

Certos animais experimentam mais crueldade nas mãos dos humanos do que outros.

O peixe é o animal mais “colhido” do mundo, enquanto as galinhas são o animal terrestre mais colhido. Os animais mais abusados tendem a ser cães, gatos, cavalos e gado.

É interessante que muitos casos de abuso de direitos dos animais também ocorram com abusos humanos. Por exemplo, o tráfico de drogas e o homicídio culposo geralmente andam de mãos dadas com brigas de galos e cachorros. Enquanto isso, a violência doméstica está fortemente correlacionada com o abuso de animais.

Alguém que esteja disposto a abusar de um animal provavelmente não sentirá muito remorso por abusar de um ser humano. Pessoas que possuem esse nível inato de crueldade podem cometer mais de um tipo de crime.

Várias investigações sobre fazendas industriais revelaram abusos que vão desde bater e chutar animais até usar tacos e outras armas neles. Frequentemente, é negado a esses animais comida e água, além de ar fresco.

Como os Direitos dos Animais Diferem Entre os Países?

O movimento dos direitos dos animais não é muito diferente de um país para o outro. As pessoas que fazem campanha pelos direitos dos animais querem a mesma coisa: tratamento justo e humano para animais em todo o mundo.

No entanto, os padrões de bem-estar animal podem variar significativamente de uma parte do mundo para outra.

O Reino Unido, a Áustria e a Nova Zelândia consistentemente ranqueiam nos primeiros lugares do Índice Mundial de Proteção Animal. O Irã e a Bielorrússia são os mais baixos. O Brasil é o único país ocidental a classificar um C, enquanto os Estados Unidos, Canadá e México classificam Ds.

Os indicadores incluem fatores como o reconhecimento da sensibilidade animal, a proteção de animais de criação, a proteção de animais em cativeiro e a proteção de animais de companhia. Como uma espécie, a humanidade não está indo muito bem em nossa missão de apoiar nossos amigos animais não humanos.

No entanto, isso pode mudar. Ao fazer campanhas por uma legislação melhor, aumentar a conscientização sobre os direitos dos animais e fazer o nosso possível para evitar consumir qualquer subproduto animal, podemos melhorar a vida dos animais, uma criatura de cada vez.

Quais São os Princípios Mais Importantes do Movimento dos Direitos dos Animais?

animal rights principles

Imagem via Jo-Anne McArthur / WeAnimals

Agora que já falamos sobre alguns fatos sobre os direitos dos animais e como estamos tentando dar uma continuação à luta, vamos ver alguns dos princípios específicos do movimento dos direitos dos animais e como eles são implementados.

Animais Não Deveriam Sofrer para Benefício Humano

Talvez a parte mais importante do movimento pelos direitos dos animais seja a tentativa de proteger os animais da predação humana. Em outras palavras, queremos que todos os animais estejam livres de sofrimento e morte para benefício humano, sejam eles abatidos como alimento ou usados ​​como animais de teste em laboratórios.

Nenhum animal deve ser enjaulado, espancado, despojado de sua dignidade ou morto apenas para que um ser humano possa ter o que deseja no jantar. É injusto, especialmente considerando como esses animais são tratados enquanto ainda estão vivos.

Não há razão para os humanos consumirem carne. Os veganos obtêm mais do que suficiente proteína à base de plantas, por exemplo, de outras fontes. Além disso, temos acesso a suplementos se precisarmos de ferro ou vitamina B12 extras em nossas dietas.

O veganismo é um movimento de rápida expansão e escolha de estilo de vida que evita retirar de animais. É uma ramificação da dieta vegetariana, mas vai muito além do que comemos.

O movimento pelos direitos dos animais afirma que os animais não devem ser abusados ​​ou negligenciados. Os animais de companhia são criados para viver em harmonia com suas contrapartes humanas, mas eles merecem viver livres de falhas humanas.

Quando as pessoas têm animais de estimação, elas são moralmente obrigadas a fornecer o que esse animal não pode obter por si próprio, desde alimentos e água até cuidados veterinários.

Não Há Necessidade em Consumir Carne e Produtos de Origem AnimalThere’s No Need to Consume Meat or Animal By-products

Os veganos não comem mel, ovos ou laticínios. Eles não usam couro, pele ou lã, nem usam produtos testados em animais.

Alguns desses valores podem parecer desnecessários. Por exemplo, tosquiar uma ovelha não mata o animal. No entanto, priva esse animal de suas proteções biologicamente definidas contra o meio ambiente. Se as ovelhas não precisassem de sua lã, elas não a teriam.

Os veganos garantem que seu estilo de vida não prejudique animais não humanos.

Animais Precisam de Proteção Contra Predadores Humanos

O movimento dos direitos dos animais preocupa-se em proteger a vida selvagem. Da caça e caça furtiva à perturbação dos habitats naturais, os humanos têm um péssimo histórico quando se trata de colocar nossas próprias necessidades e desejos acima do bem-estar animal.

Se você consegue ver seu amado cachorro de estimação nos olhos de todos os animais do planeta, entenderá melhor por que os direitos dos animais são tão importantes.

A maioria das espécies animais cuida de seus filhotes, forma relações sociais entre si e fornece benefícios ambientais em seus habitats naturais.

Muitos animais, por exemplo, comem insetos. Sem eles, ficaríamos sobrecarregados com pragas que colocam em risco a vida humana ao transportarem doenças e tornaria a existência ao ar livre quase insuportável.

Alguns podem dizer que a caça ajuda a controlar populações de certos animais. No entanto, o reino animal faz um bom trabalho por conta própria. A superpopulação ocorre como resultado da redução de habitats naturais – uma construção humana.

Além disso, comercializamos crueldade animal por meio de agricultura industrial e façanhas semelhantes. Não estamos apenas tirando animais de seus habitats naturais, mas criando-os em massa com o único objetivo de matá-los mais tarde.

Isso é um anátema para o movimento dos direitos dos animais.

Estatísticas de Abuso de Animais

Se você acha que o abuso de animais não existe no seu bairro, pense novamente. Em março de 2017, a RSPCA no Reino Unido estava investigando mais de 150.000 casos de abuso de animais. As chamadas para a linha direta aumentaram 5% em relação ao ano anterior.

Segundo a ASPCA, existem 65 milhões de animais de companhia em abrigos nos Estados Unidos.

Os animais encontram-se em abrigos por inúmeras razões, da rendição ao confisco. Muitos desses animais são fisicamente e emocionalmente afetados por abuso – e não encontrarão casas como resultado.

Como Eu Posso Ajudar os Direitos dos Animais?

help with animal rights

Imagem via Jo-Anne McArthur / WeAnimals

Se você estiver interessado em ajudar o movimento dos direitos dos animais a ter sucesso, há várias coisas que você pode fazer para ajudar a promover a causa. Quanto mais pessoas se dedicarem aos direitos dos animais, mais seguros eles ficarão.

Pare de Comer Carne

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer é parar de comer carne e subprodutos animais. Comprometa-se com uma dieta vegana ou vegetariana.

A partir de 2018, o americano médio consumirá impressionantes 100 quilos de aves e carne vermelha em apenas um ano. Simplesmente tirando a carne da mesa, literal e figurativamente, você pode poupar centenas de animais ao longo da sua vida.

Pare de comer laticínios e ovos também. Os animais criados em fazendas industriais suportam uma expectativa de vida mais longa quando são criados por seus subprodutos, o que significa ainda mais sofrimento. Muitos desses animais morrem de exaustão ou são abatidos porque são muito fracos para se levantar depois de dar leite ou ovos em ciclos contínuos.

Resgate Animais de Abrigos 

Não há nada de errado em querer um animal de companhia se você puder cuidar dele, especialmente devido à superpopulação de cães e gatos em abrigos de animais. Mas não compre um animal de companhia em uma loja ou de um criador. Em vez disso, salve um dos abrigos mencionados acima.

Esses animais são tão amáveis e gentis quanto os criados para venda – e geralmente mais porque eles sabem como é viver sem uma família. Eles precisam de carinho, amor, companhia, brincadeira e exercício.

Talvez seu estilo de vida não seja propício para ter um animal de estimação em sua casa. Não há nada de errado nisso. Considere pegar um sábado por mês para passear com cães no abrigo local. Dar a esses animais um pouco de ar fresco e companhia, mesmo que apenas por algumas horas, melhorará imensamente sua qualidade de vida.

Não Use Produtos Que São Testados em Animais

O teste em animais é uma prática hedionda que deixa os animais com dor e agonia por grande parte de suas vidas. Imagine suportar rodadas intermináveis de aplicações de produtos na sua pele nua, nos seus olhos e em outros lugares.

É uma maneira tremendamente miserável de viver.

Felizmente, muitas empresas tornaram-se animal-friendly, o que significa que não testam mais seus produtos em animais. Você pode procurar esses produtos em vez de seus produtos padrões para melhorar a vida dos animais de laboratório.

Muitas pessoas subestimam o valor de sua contribuição para essa causa nobre. Não, você não vai sozinho derrubar corporações que vitimizam animais, mas mostrará a essas empresas que elas não podem ter seu dinheiro suado, porque você não concorda com as práticas delas.

Quando um número suficiente de pessoas adotar essa abordagem, as empresas não conseguirão sobreviver.

Evite Participar de Eventos Onde Animais São Usados para Entretenimento

cruelty in animal entertainment

Imagem via Jo-Anne McArthur / WeAnimals

Essa é uma área cinzenta. Alguns eventos com animais, como agilidade canina e adestramento equino, resultam de relações mutuamente respeitosas entre animais humanos e não humanos. Os animais não são forçados a se apresentar; eles gostam tanto quanto seus humanos.

No entanto, esse não é o caso no geral. Os cavalos, por exemplo, estão sujeitos a abuso e crueldade animal em muitos eventos equestres. Eles são espancados por cercas, treinados em correntes para fortalecer seus músculos ou retiram o fundo de seus cascos para que suas terminações nervosas sejam expostas.

Da mesma forma, os circos e os parques de animais aquáticos geralmente os submetem à força e os mantêm em cativeiro, onde não conseguem prosperar.

Faça sua pesquisa. Antes de participar de um evento no qual os animais são usados para entretenimento, descubra como eles são tratados e se o evento é do melhor interesse do animal.

Eduque os Outros Sobre os Direitos dos Animais

Você pode se tornar um megafone gigante que fala pelos direitos dos animais. Proteste contra a crueldade animal sempre que tiver oportunidade. Se um amigo perguntar por que você não come carne, explique. Compartilhe histórias de bem-estar animal nas mídias sociais, escreva para seus legisladores e acompanhe as novidades sobre animais.

Quanto mais você souber sobre os direitos dos animais, mais poderá ampliar as histórias de pessoas que lutam pelo bem-estar dos animais. Hoje em dia, todo mundo tem uma plataforma esperando por eles. Use-a para promover o movimento dos direitos dos animais da maneira que puder.

Não se torne um incômodo para sua família e amigos. Pregar incessantemente sobre os direitos dos animais só fará com que as pessoas o ignorem. Em vez disso, aproveite as oportunidades que surgirem. Deixe que as pessoas te informem quando estiverem prontas para ouvir sua perspectiva sobre os direitos dos animais.

Conclusão

Quando os animais são considerados propriedade sob a lei, não há limite para as maneiras pelas quais os humanos podem explorá-los.

Precisamos mudar a maneira como vemos os direitos dos animais e como esses direitos são entregues aos nossos amigos animais.

Começa com conscientização e educação. Se você está disposto a viver seus valores, contar aos outros sobre eles e divulgar as histórias de outros sobre os direitos dos animais, você pode fazer uma diferença real.

Temos um problema sistêmico com a crueldade animal em todo o mundo. Alguns países entendem isso melhor do que outros, mas nenhuma população é verdadeiramente desprovida de crueldade em relação aos animais.

O que você está fazendo para ajudar a promover os direitos dos animais onde você mora?

Featured

Join Our Newsletter

Animal News in Your Inbox

Sentient Today sifts through what's out there to find the facts, figures, and hidden treasures about animals, science, and the environment. If you're an idea seeker, generally curious, or like to learn novel things then this is the newsletter for you

Get in touch
[email protected]

Terms of Use
Privacy Policy

Copyright 2017–2019 Sentient Media © All Rights Reserved

Do You Love Animals?

🐮🐷🐓🐣🐰🦃🐴🐠
Come join more than 50,000 monthly readers and get breaking stories about animal rights and the environment in your inbox!
Stay Updated!
close-link
close-link